Publicado por: luizerbes | agosto 26, 2012

O problema do incentivo ao carro

Para impulsionar a economia, o governo federal vem, de tempos em tempos, concedendo benefícios para o setor automotivo, como reduções de imposto e ampliação de crédito. É uma política que traz um determinado resultado a curto prazo – venda de carros novos, que ajudam a impulsionar a economia e criam empregos -, mas resulta em problemas numa perspectiva mais longa. E está longe de ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas.

O problema não está no carro em si, mas no fato de a política em vigor tornar o carro quase um artigo de necessidade básica para o brasileiro. Isso tem consequências diretas nas cidades maiores, em que o trânsito está virando um caos, resulta em poluição (os carros poluem, e bastante) e torna o país um consumidor cada vez maior de petróleo, dependendo, inclusive, de um volume cada vez maior de importação de gasolina e diesel.

No século XXI, o país recorre a um modelo antigo e ultrapassado. Nada tenho contra o carro – tenho um e não abro mão dele, pela série de benefícios que ele me traz -, mas considero um atraso estimular o comércio no país em que as montadoras ganham, em termos percentuais, mais do que em qualquer outro lugar do planeta. O certo seria investir em um transporte público – ônibus, metrô, trem, ciclovias (não essa piada que fizeram em Caxias), etc…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: