Publicado por: luizerbes | março 20, 2012

Quando a vítima se torna culpada

“A imprudência do ciclista causou, infelizmente, a sua morte. Mas podia ter levado três pessoas.” A frase é de Eike Batista, o homem mais rico do Brasil, acusando o ciclista Wanderson Pereira dos Santos pelo acidente e por ter colocado a vida de seu filho, Thor, em perigo. Foi feita a Folha (leia aqui).

À declaração de Eike soma-se à manifestação de Thor Batista, no Twitter, acusando o ciclista de imprudente.  “Me recordo que Wanderson empurrava a bicicleta com o pé esquerdo no chão. Sentado, porém, no banco da bicicleta. A frenagem trouxe o carro de 100Km/h até 90 km/h, até o momento da colisão apenas, infelizmente”, disse Thor, que somava 51 pontos na carteira de habilitação em uma ano e meio (o limite é 20 por ano) – leia aqui.

Parece claro que a estratégia da família Eike é a de responsabilizar a vítima pela acidente, com mensagens via Twitter e entrevistas. A continuar assim, a conta do estrago no Mercedes vai ser enviada  para a família de Wanderson pagar.

***

O sistema de freio da Mercedes SLR McLaren deve ser uma porcaria. Thor disse que estava a 110km/h, mas a frenagem só reduziu essa velocidade a 100 km/h ou 90km/h.  Até um fusquinha velho tem um freio melhor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: