Publicado por: luizerbes | janeiro 23, 2012

O conservadorismo do Estado brasileiro

Darci Ribeiro, antropólogo, sociólogo, escritor e político, costumava dizer que  a elite brasileira sempre sacaneou os pobres. Essa elite, convém dizer, manda não apenas na esfera privada, domina também a esfera pública e tem tentáculos poderosos no Judiciário.

O caso da reintegração de posse de uma massa falida de um terreno conhecido como Pinheirinho, em São José dos Campos (SP), é uma exemplo da elite ferrando com o povão. Esse conservadorismo reacionário beneficia, no caso específico, um especulador e, segundo leio, um notório devedor de impostos em detrimento de gente que vive na miséria. Tudo com a conivência da Justiça Paulista que, no caso, buscou inviabilizar um acordo com a operação.

Com a operação, combinada com a ação na Cracolândia, São Paulo parece se transformar num berço do novo conservadorismo reacionário brasileiro, o que levou o jornalista Xico Sá a escrever um post com o título “Panfleto por uma São Paulo menos reacionária“. Todo sob o comando do tucanato, que ostenta no nome do partido os termos “Social Democracia”.

Uma democracia se constrói com justiça social, não a base de cacetetes de fardados. O que se vê em São Paulo são resquícios claros da ditadura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: