Publicado por: luizerbes | junho 30, 2011

Por uma dessas ironias, o portal UOL publicou na quarta-feira a matéria “Grêmio mira exemplo europeu e quer manter Renato Gaúcho por longo período“. O texto indicava que a direção tricolor, do presidente Paulo Odone, queria manter o treinador à frente do tricolor, no estilo adotado pelo Manchester United – é comandado há duas décadas por Alex Ferguson. Nesta quinta-feira, Renato deixou o Grêmio.

É o Brasil e, se há uma essência tupininquim, ela está no futebol brasileiro, talentoso nos gramados e repleto de amadorismos, desmandos e incongruências fora das quatro linhas. O técnico está sempre com a cabeça a prêmio, mesmo em se tratando de Renato – um ídolo tricolor, que levou o clube a conquistar o mundial nos anos 80.

Por isso, sites e jornais deveriam esperar o técnico completar duas temporadas para fazer um texto sobre longevidade de um treineiro; antes disso, é assumir um risco que os cartolas brasileiros não costumam perdoar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: