Publicado por: luizerbes | março 23, 2011

A tensão cresce no Oriente Médio

Enquanto o Ocidente continua seus bombardeios (não) humanitários na Líbia, a tensão cresce no Oriente Médio. E, particularmente, na cidade-símbolo da região, Jerusalém (importante para israelenses e árabes). Nesta quarta-feira, uma bomba matou uma pessoa, feriu várias e levou o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu (um conhecido senhor da guerra), a prometer uma resposta agressiva.

Colocando o caso em perspectiva. Há anos, Jerusalém não era vítima de bombas. Mas a tensão cresceu consideravelmente nos últimos meses em função da política agressiva de Israel em desalojar palestinos e estender a ocupação da cidade. A resposta era natural, apenas uma questão de mais cedo ou mais tarde.

O que sucede agora? Israel vai responder obviamente do único jeito que responde há décadas, sob o olhar complacente dos Estados Unidos (e o apoio incondicional de Hillary Clinton): atacar e matar palestinos. E, como violência gera violência, haverá mais violência no futuro. Alguma dúvida?

***

Enquanto isso, a polícia da Síria reprime seus manifestantes a tiros. No Iêmen, o governo instituiu estado de emergência, proibiu qualquer manifestação e ampliou os poderes para a polícia prender pessoas. No Bahrein e na Arábia Saudita, há uma espécie de silêncio, mas isso pode ser o indício de que algo está por acontecer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: