Publicado por: luizerbes | março 17, 2011

A decisão da Líbia torna a ONU marionete

A ONU (Organizações das Nações Unidas) sempre foi um palco para os países poderosos exercerem seu jogo de poder. Há lá, um grupinho de países que integram o Conselho de Segurança: são 15 ao todo, cinco dos quais com poder de veto (EUA, China, Rússia, Inglaterra e França). É uma estrutura parecida com a de uma ditadura.

Nesta quinta, esse Conselho de Segurança aprovou uma resolução criando uma “exclusão aérea” na Líbia e permitindo a países que se julgam com moral superior a atacar para proteger a população civil de Gaddafi. Curiosamente, são esses os países que vivem matando civis no Afeganistão.

A ONU, que deveria forçar a via diplomática, mais uma vez adota a via bélica. Lá, a maioria não tem vez, só os senhores guerreiros. Curiosamente, os cinco maiores vendedores de armas do planeta são os cinco países com poder de veto no Conselho de Segurança. Curiosamente, o maior destes cinco comerciantes é o que mais força as soluções militares. Mas, curiosamente, só toma essa “nobre decisão” quando tem outros interesses em jogo.

Barack Obama, que no sábado vem aí, revela-se um senhor da guerra, tal como George W. Bush.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: