Publicado por: luizerbes | março 7, 2011

Os 80 anos de Festa da Uva

Neste dia 7 de março, completam-se 80 anos da realização da primeira Festa da Uva, em Caxias do Sul. Em homenagem ao evento, segue um trecho do livro “Festa da Uva – A alma de um povo”, de minha autoria.

***

O que levou Lisboa a organizar a Festa foram suas andanças pelo interior, visitando parreirais e cantinas. Tinha ótimo relacionamento com os produtores de uva, que costumavam recebê-lo com vinho colonial e adoravam ouvir suas ideias. Nessas visitas, o inspetor do Instituto do Vinho notou que os produtores, na maioria dos casos, eram bem informados e já plantavam pequenos parreirais com variedades viníferas, mas era a uva Isabel que ainda dominava as encostas dos morros. Essa preferência fazia Caxias perder mercado no final dos anos 1920 e início da década de 1930.

Para mostrar aos viticultores as vantagens que a troca da Isabel por uvas finas poderia trazer, Lisboa preparou a mostra, conta Mário Gardelin: “O Brasil precisava de vinhos de qualidade a fim de melhorar o seu conceito. Como fazê-lo? Por meio de exposições. E de exposições que tivessem o sabor de festas.”

Estimulado por esse raciocínio, Lisboa começou a batalhar pela realização da Festa da Uva no final de 1930. (…)

A boa organização garantiu o bom resultado da Festa da Uva de 1931. A comissão do evento conseguiu o apoio das entidades diretamente ligadas à produção de uva, que fizeram ampla propaganda junto aos produtores nos distritos. Essa campanha garantiu boa presença de expositores, informa o semanário “Caxias” na edição anterior à Festa. Há poucos dados confiáveis sobre o total de expositores. Sabe-se, porém, que a Estação Experimental expôs 102 variedades de uva; a Granja Santo Antônio, dos Irmãos Maristas de Garibaldi, 26; e o viticultor Ludovico Cavinatto, 18.

Igualmente, há poucas informações sobre o público da exposição. Mas pode se afirmar que o número de pessoas, se não grande, foi expressivo, conforme relatos dos jornais da época. Segundo o Correio do Povo, na edição de 13 de março, a Festa “foi prontamente acolhida com grande entusiasmo”. O evento contou, conforme o semanário Caxias, com a presença do “mundo oficial, político e jornalístico da cidade”.

***

O livro, editado pelo Maneco, está disponível neste link para compra.

Anúncios

Responses

  1. De muita ajuda esse resumo, de como e porque foi a Festa da Uva! Parabéns!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: