Publicado por: luizerbes | fevereiro 1, 2011

Do lado dos caras maus

Nas horas de crise, como no Egito em que protestos colocam em xeque uma ditadura apoiada pelo Ocidente há três décadas, artigos de opinião pipocam nos jornais. Alguns trazem uma luz sobre o tema, outros são empulhação pura. Por isso, muitas vezes, é interessante olhar a seção de cartas. No The Independent, o jornal inglês, encontrei esta, de um tal de Peter Downey, em uma tradução capenga:

“Talvez a gente esteja vendo o mesmo nível de mudanças no Oriente Médio do que aconteceu na Europa na queda do Muro de Berlim. Mas naquela vez nós estávamos do lado dos bons, assim temos uma Europa razoavelmente unida e democrática. Eles lembram dos nossos esforços de aliviar o cerco de Berlim Ocidental. Mas e Gaza?

“No Oriente Médio, nós não estamos do lado certo e da liberdade. Nós apoiamos os governos do Egito, Yemen, Tunísia, Jornânia, os xeiques do Golfo, o rei da Arábia Saudita contra seus povos. Nós mostramos apoio a democracia no Egito e Tunísia agora, mas e na Algéria e Palestina?

“Depois da forma como nós tratamos a democracia na região, nós realmente esperamos que as pessoas do Oriente Médio acreditem nos nossos protestos? Por que nós acabamos no lado dos ditadores?”

Boa pergunta: por que o Ocidente, que tanto fala em democracia, conseguiu no Oriente Médio apenas como aliados apenas governos centralizadores, corruptos e ditatoriais?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: