Publicado por: luizerbes | janeiro 31, 2011

EUA bancam o ditador no Egito

Os Estados Unidos falam em diálogo, mas, por enquanto, bancam o ditador Hosni Mubarak. Acho que, no final das contas, vai se impor aquele ditado expresso no filme “O Leopardo”, baseado no livro homônimo de Giuseppe Tomasi di Lampedusa: “tudo deve mudar para que tudo fique como está”. Para isso, a mudança tem que ser negociada, para evitar que o poder caia na mão de grupos contrários a Washington.

Pelo menos essa é a lógica dos discursos e da ação do governo egípcio, obviamente assessorado por Washington. Os Estados Unidos e os países da Europa falam em diálogo e pedem para que o direito de manifestação seja respeitado; Mubarak atendeu os dois pedidos, admitindo conversar com a oposição (que oposição não está claro) e aceitando não reprimir a manifestação desta terça (foi o que o Exército disse pelo menos).

Ao mesmo tempo, o governo mantém o cerco à Internet e a imprensa (nesta segunda, um grupo de jornalistas da Al-Jazeera foi preso) segue sendo perseguida. O canal da Al Jazeera, por exemplo, foi tirado do ar no Egito. Sobre isso, os Estados Unidos e a União Europeia calam por razões óbvias: tudo, no final das contas, deve continuar como está, sob pena da influência norte-americana ruir no Oriente Médio.

***

Achei frustrante a declaração de Dilma e a posição do Brasil no caso. Só um blá-blá-blá sem conteúdo, como dizer que “está torcendo”. Será que Patriota ligou para Washington para saber o que deveria fazer?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: