Publicado por: luizerbes | setembro 7, 2009

Não a guerra às drogas

Tenho problemas com FHC (é pretensão minha, sei, mais vamos lá), por conta de histórias mau contadas (a aprovação da reeleição) e privatizações que apenas repassaram negócios muito lucrativos a grupos privados por ninharias (exemplo maior é a Vale).

Mas neste final de semana, FHC acerta no diagnóstico quando fala sobre a necessidade de se abandonar a atual guerra contra as drogas, em artigo ao inglês The Observer. Um resumo do texto pode ser lido no site da BBC Brasil.

No quesito drogas, o mundo ia até muito bem até a década de 30, quando apareceu um louco conservador nos Estados Unidos.  Seu nome: Harry Anslinger. Ele conseguiu a proibição da maconha e de outras drogas nos Estados Unidos e, com a ascensão do país a potência mundial, essa política foi exportada.

Negócio irrisório até a proibição, as drogas movimentam bilhões de dólares anualmente e não há continente, país ou ilha livre dessa praga que provoca inúmeras vítimas – mais pela repressão do que pelo próprio uso. A luta às drogas colocou todos no mesmo grupo, traficantes e usuários, e apenas provocou desastres. Acabar com isso é vital.

Hoje, não apenas a droga é um negócio bilionário; o combate às drogas é outro negócio bilionário. Se Anslinger queria criar esse negócio, acertou na mosca; se pensava seriamente em livrar o planeta desse mal, errou redondamente.

Como a Lei Seca que vigorou nos Estados Unidos entre 1917 e 1933, essa Guerra às Drogas também precisa morrer. Sob esse aspecto, FHC teve um momento de lucidez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: